FEED MANAGER levantamento de dados e gerenciamento do confinamento

O controle e gerenciamento de confinamentos é parte de um processo fundamental dentro da cadeia de produção de carne bovina. Ter ferramentas e programas especiais é mais do que necessário para o controle detalhado e para a maximização da atividade, é artigo mandatório.

O FEED MANAGER da Nutron merece destaque. É um software com mais de sete anos de desenvolvimento e presente no mercado para o gerenciamento de confinamentos, permitindo avaliar, controlar e definir várias atividades diárias de manejos, principalmente as relacionadas ao programa nutricional estabelecido. Além disso, após o abate é possível realizar avaliações detalhadas de cada lote, tanto para parâmetros zootécnicos como financeiros. Na metodologia do FEED MANAGER, diariamente são avaliados alguns parâmetros e estes são lançados, processados e controlados no software, seguindo o manejo nutricional predefinido.

ENTRADA DE ANIMAIS: todos os bovinos são devidamente cadastrados e de forma criteriosa, para os parâmetros necessários às atividades diárias e sua posterior avaliação. Estes são introduzidos no confinamento em piquetes (currais de engorda) na forma de lotes, seguindo os critérios adotados pela propriedade.

LEITURA DE COCHO: atividade que consiste em analisar a quantidade de sobras de dietas nos cochos antes da realização do primeiro trato do dia, que normalmente ocorre por volta das sete horas da manhã. As notas seguem um “escore de cocho”, onde cada uma delas indica possíveis ajustes na programação da quantidade de dietas a ser ofertado por piquetes ao longo do dia.

PREVISÃO DOS TRATOS: após as notas serem processadas no FEED MANAGER a programação de trato é definida e os formulários com as informações, contendo as quantidades previstas de dietas a serem distribuídas, são emitidos e entregues aos funcionários responsáveis pela distribuição dos tratos, que normalmente são chamados tratadores.

REALIZAÇÃO DOS TRATOS: na distribuição das dietas, os tratadores anotam a quantidade real que foi ofertada por curral. Estes dados retornam ao escritório para serem lançados, processados e checados no FEED MANAGER. A quantidade realizada precisa ser a mais próxima possível da prevista e esta atividade é monitorada por meio de relatórios de eficiência, que são fundamentais para garantir o bom andamento do manejo nutricional contribuindo para o bom desempenho e melhor eficiência dos animais.

FABRICAÇÃO DAS DIETAS: para garantir que as dietas sejam produzidas de acordo com as formulações definidas e ainda que os custos e gastos dos insumos fiquem precisos, realiza-se o monitoramento da quantidade utilizada de cada um dos ingredientes que compõem a dieta e estas quantidades são lançadas e processadas no programa, ou seja, teremos mais segurança de que as formulações serão seguidas - conforme definidas - e evitar problemas de desempenho causados por erros nutricionais na fabricação das dietas, assegurando que os custos representem os gastos reais e não simplesmente o que estava previsto pela composição original das dietas, mesmo que sejam variações mínimas dentro dos limites aceitáveis. Estes parâmetros também são monitorados por relatórios de eficiência e serão utilizados no controle da qualidade das dietas produzidas, no estoque de insumos e nos custos diários.

GRÁFICOS: o mais utilizado é o de consumo. Indica a quantidade de dieta consumida e pode ser visualizado com informações gerais do confinamento ou lotes específicos e de acordo com o período desejado. Este gráfico possibilita ainda correlacionar o consumo de dietas com diversos parâmetros, sejam os ambientais (pluviosidade, umidade e temperatura) ou eventuais problemas ocorridos, tais como a quebra de equipamentos, falta de ingredientes, manejos gerais, entre outros. Durante o período de adaptação dos animais, esse gráfico é uma importante ferramenta para o monitoramento do comportamento de consumo, já que erros na quantidade de dieta ofertada poderão ocasionar flutuações de consumo ao longo dos dias e isso pode gerar distúrbios ruminais, como a acidose, além de problemas de desempenho e prejuízos na eficiência dos animais.

LOTES ATIVOS: é um dos principais relatórios de rotina e usados no dia a dia para avaliar o andamento. Neste relatório é possível obter as informações de consumo de dietas, peso atual estimado dos animais, data estimada para o abate, custo diário médio. SAÍDA DOS ANIMAIS: os animais podem ser retirados dos lotes ou até mesmo do confinamento de várias formas, via transferência de lotes ou piquetes, morte, retorno ao pasto ou principalmente para o abate que é o grande objetivo. Todas essas atividades precisam ser devidamente registradas e após a finalização do lote, novos relatórios são gerados para as avaliações zootécnicas e econômicas. No FEED MANAGER além das atividades gerais, os gráficos e os relatórios citados acima, existem ainda várias ferramentas para o gerenciamento e controle das atividades. Podemos ainda citar que são mais de 30 relatórios disponíveis e que, constantemente, novas ferramentas são incorporadas ao programa, sempre buscando atender às necessidades dos nossos clientes.

Toda coleta de dados só é válida se as informações geradas forem utilizadas para tomada de decisão. Os relatórios gerenciais produzidos pelo software funcionam como sólida base para alterações técnicas no manejo e no controle do desempenho financeiro da operação.

Tamanha eficiência do FEED MANAGER permite que qualquer cliente Nutron de bovino de corte possa utilizar e se beneficiar com suas ferramentas. No entanto, avaliamos que a melhor utilização do FEED se dá em propriedades mais tecnificadas, pois é fundamental a presença de alguns equipamentos, como os misturadores e/ou distribuidores com balança, além de uma equipe disposta a realizar as atividades diárias e que queiram dados e avaliações precisas para contribuir nas tomadas de decisões.

Neste período de uso e desenvolvimento constante do FEED MANAGER, a cada ano o número de clientes e propriedade com essa ferramenta tem aumentado bastante. Em 2009 o software foi utilizado para controlar cerca de 165 mil animais confinados e em 2010, ultrapassou os 300 mil. Em 2011 o número deverá crescer ainda mais, pois a quantidade de clientes Nutron utilizando o FEED será bem superior aos anos anteriores.

Importante ressaltar que o uso do programa contribui para uma melhor qualificação das informações, bem como a quantidade de dados que possam ser usados e avaliados, tanto no dia a dia como após o abate dos animais, sempre buscando melhorar a viabilidade e rentabilidade.

  • João Danilo

    João Danilo

    Médico Veterinário, mestre em Fisiologia Animal e Coordenador Técnico-Comercial de Bovinos de Corte da Nutron Alimentos

Acompanhe
Clique e compartilhe