Confinamento São Lucas, parceiro da Cargill Alimentos e MSD, quer terminar 50 mil bois em 2014

“No Confinamento São Lucas, quantidade, padrão de carne e respeito à boiada são sinônimos de lucratividade”. Essa frase foi extraída da reportagem de capa da revista Globo Rural, de junho de 2014. Escrita pelo experiente jornalista Sebastião Nascimento, a matéria traça o perfil de um empreendimento que dá orgulho à pecuária brasileira e expressa todos os valores que a cadeia da carne bovina quer multiplicar.

Em termos de quantidade, o São Lucas desafia as estatísticas. Criado em 2005, proporcionou a primeira safra em 2010, com o abate de 1.054 animais. Em 2012, foram 9.960 cabeças e, no ano passado, 38.120 bois. Para 2014, o plano é fechar o ano com mais de 50 mil cabeças terminadas.

Quanto ao padrão de carne, a preocupação com a nutrição, a saúde e o manejo do gado é total. O objetivo é terminar bem o gado após 100 dias de confinamento e, com isso, ter bonificação no frigorífico, além de atender os requisitos do mercado internacional.

Com orgulho, Cargill Alimentos-Nutron e MSD Saúde Animal, membros da NFT Alliance, são parceiros do Confinamento São Lucas. A Cargill Alimentos participa com seus produtos e os programas Feed Manager e Feed Tracer; a MSD com sua linha de medicamentos. A finalidade de ambas: contribuir para o São Lucas ter o melhor resultado produtivo e terminar o gado no menos tempo possível.

Finalmente, quanto ao respeito à boiada mencionado na reportagem da Globo Rural, está o processo sustentável, com bem-estar animal e preservação ambiental.

Por tudo isso e muito mais, o Confinamento São Lucas é uma verdadeira indústria de carne, que trabalha 365 dias por ano. O empreendimento dos irmãos Alexandre e Gustavo Parise, localizado em Santa Helena de Goiás (GO), não mede esforços para produzir mais e melhor. No total, são 473 hectares, sendo 64 ha para a engorda. A matéria-prima mais importante (o gado) vem de recria própria e de parceiros das proximidades. A pecuária brasileira agradece.

Gustavo Parise e Alexandre Parise (2o e 3o a partir da direita) e equipe da Cargill Alimentos na sede da empresa: Wesley Freitas, João 
Danilo e Lucas Bianconi

Acompanhe
Clique e compartilhe