Observações de campo revelam falhas na proteção das Enramicinas genéricas

  • Publicado em
  • Categoria

    Aves

Autor: Luis Etcharren, Diretor Regional de Marketing para a América Latina, Unidade de Negócios - Avicultura, da MSD Saúde Animal

Muitas vezes é perguntado como diferenciar Enradin F80®, o produto de referência, em relação às enramicinas similares? Informações técnicas publicadas recentemente revelam diferenças importantes entre Enradin F80® e outras enramicinas:

  • Somente Enradin F80® é produzido com o isolado original da B5477 do Streptomyces fungicidicus. Esta molécula única foi desenvolvida pelo laboratório japonês Takeda, em 1966. Somente dois laboratórios no mundo estão autorizados a produzir Enradin com a master seed  isolada originalmente.

Análises realizadas no laboratório de controle de qualidade da HISUN revelaram que a potência de alguns produtos genéricos é inferior aos níveis indicados em seus rótulos.

Enradin F80® proporciona uma atividade microbiológica estável e constante contra Clostridium perfringens, que pode ser demonstrada por meio das avaliações das Concentrações Inibitórias Mínimas (MIC), realizadas nos últimos 26 anos pela MSD Saúde Animal no Japão.

Escute suas aves. Elas vão contar a história...

A melhor evidência da eficácia de Enradin®F80 é observada no desempenho das aves.

O monitoramento rotineiro da saúde dos lotes de aves irá comprovar a otimização da digestão e absorção de alimentos, traduzidas na prática por melhores índices de conversão allimentar.

Aproximadamente 70% do custo total da produção estÃO relacionadoS com o custo da ração. Um intestino saudável é o principal fator para maximizar os processos de digestão e absorção.

Neste relato estão descritas as observações de uma recente visita ao campo, no qual aves que consumiam enramicina similar foram avaliadas. Embora o produtor tenha indicado que o medicamento foi usado como indicado no respectivo rótulo, o lote de aves mostrou deficiências quanto à sua saúde e desempenho. Um exame detalhado nas aves revelou três importantes descobertas:

1. Avaliando as fezes na cama dos galpões ficou evidente a presença excessiva de muco e umidade, além de uma quantidade significativa de grãos não digeridos. Em algumas delas também se observou a presença de sangue.

2. Na necropsia, observou-se enterite moderada a grave, desde o duodeno, por todo o intestino até o ceco, com conteúdo intestinal aquoso e apresentando quantidades excessivas de muco.

3. No ceco encontramos bolhas de gás e sangue.

 

Avaliação e diagnóstico clínico

O diagnóstico destas observações foi: enterite causada por um desequilíbrio da microflora intestinal associada a surto de E. tenella.

O quadro clínico foi desencadeado por um desafio de E. tenella. Este desafio estimulou uma resposta inflamatória com aumento da produção de muco e descamação celular. O muco excessivo e os debris celulares favorecem a multiplicação das populações de Clostridium spp. no ceco, aumentando exponencialmente o seu número. Pelo mecanismo de retroperistaltismo intestinal, as bactérias patogênicas são carreadas para as porções mais proximais do intestino, onde irão produzir as toxinas responsáveis pelo desequilíbrio entre as populações bacterianas normalmente aí presentes e pelas lesões necróticas características, em variados graus. Como resultado, os processos de digestão e absorção foram afetados, causando significativas perdas econômicas.

Esse exemplo demonstra como o retorno econômico do uso de Enradin®F80, comparado ao das enramicinas similares pode ser superior, já que as perdas econômicas causadas por enterites, resultantes de infecções por Clostridium spp.,superam a economia inicialmente gerada. 

Acompanhe
Clique e compartilhe